✦ Polícia
Tendência

Anderson Torres deixa PF após duas horas de depoimento

A Polícia Federal investiga as operações realizadas pela PRF no domingo da eleição para fiscalizar o trânsito, principalmente no Nordeste.

     O ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do DF Anderson Torres deixou a sede da Polícia Federal, em Brasília, após mais de duas horas de depoimento. Ele foi ouvido sobre as blitze realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no segundo turno das eleições de 2022.

Em nota, a defesa do ex-ministro disse que o “depoimento ocorreu dentro da normalidade”. “Anderson Torres compareceu à sede da Polícia Federal, abriu mão de seu direito constitucional ao silêncio e respondeu todos os questionamentos formulados”, disseram os advogados.

A Polícia Federal investiga as operações realizadas pela PRF no domingo da eleição para fiscalizar o trânsito, principalmente no Nordeste. O ex-ministro, que está preso no âmbito da apuração dos atos de 8 de janeiro, foi ouvido na condição de declarante.

Anderson Torres está preso desde 14 de janeiro em função das investigações oriundas de outro processo, que investiga os atos de 8 de janeiro. O inquérito no Supremo apura suposta omissão dele, que era o secretário de Segurança Pública do DF, e de outras autoridades na contenção dos atos.

Participe do nosso Grupo
Entre no grupo do CIDADE NEWS OFICIAL no WhatsApp e receba notícias em tempo real GRUPO 1 | GRUPO 2

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Feito com amor 💜 por go7.com.br