✦ Mundo

Freiras usavam crucifixos para estuprar crianças na França

216 mil crianças e adolescentes foram abusados desde 1950

  Após dois anos de investigação, um relatório histórico divulgado na terça-feira (5) apontou que freiras da Igreja Católica da França usaram crucifixos para estuprar crianças durante décadas de abusos sexuais cometidos no local. O documento de 2.500 páginas revelou que 216 mil crianças ou adolescentes foram abusados desde 1950, e 330 mil ataques foram encobertos.

Segundo informações do jornal Daily Mail, 80% das vítimas eram meninos entre 10 e 13 anos. Eles eram violentados tanto por padres quanto por freiras e obrigados a fazer sexo com as meninas, que também eram estupradas com os crucifixos pelos religiosos.

Uma das vítimas se chamava Marie, que relatou ter sido violentada aos 11 anos. Embora tenha contado aos pais na época, a denúncia não foi levada a sério, e ela continuou sendo abusada por mais um ano.

O papa Francisco lamentou o escândalo e expressou “grande dor pelas feridas” das vítimas, agradecendo ainda a coragem das vítimas para denunciar os abusos.

– O pensamento do papa dirige-se, em primeiro lugar, às vítimas, com imensa dor pelas feridas e gratidão pela coragem de denunciar. Dirige-se também à Igreja da França, para que, ao tomar consciência dessa terrível realidade, possa empreender o caminho da redenção – diz a nota oficial do Vaticano.

O episcopado francês também manifestou “vergonha” e pediu “perdão” às vítimas.

– Expresso minha vergonha, meu pavor, minha determinação de agir. Vocês, vítimas, algumas das quais conheço pelo nome… quero dizer-lhes que meu desejo neste dia é pedir seu perdão – disse o bispo Eric de Moulins-Beaufort, presidente da Conferência Episcopal Francesa.

A comissão investigativa solicitou ação judicial e que as vítimas sejam indenizadas pela Igreja.

Participe do nosso GrupoEntre no grupo do CIDADE NEWS OFICIAL no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site