✦ Justiça

Justiça rejeita pedido do PT para proibir jantar de Rodrigo Garcia com Bolsonaro em SP

Na ação, é pedida a suspensão do jantar e uma multa de R$ 200 mil caso a decisão seja descumprida, com a condenação de Garcia, Tarcísio e Bolsonaro a fazer o pagamento ao Estado.

   Na tarde desta quinta-feira (20), o  juiz Otavio Tioiti Tokuda, da 10ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo, rejeitou uma ação apresentada pelo PT e liberou a realização de um jantar oferecido pelo governador Rodrigo Garcia (PSDB) ao presidente Jair Bolsonaro (PL) na noite de hoje, na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo.

No pedido para barra o jantar, o PT alegava que a manifestação de apoio e promoção das candidaturas de Bolsonaro e Tarcísio ocorrerá em um bem público, o que “ofende os princípios da moralidade e impessoalidade administrativas, além de denotar flagrante desvio de finalidade”. Ressalta ainda que a legislação “expressamente proíbe a utilização de bens, materiais e serviços públicos em geral em benefício de campanhas eleitorais”.

Na ação, é pedida a suspensão do jantar e uma multa de R$ 200 mil caso a decisão seja descumprida, com a condenação de Garcia, Tarcísio e Bolsonaro a fazer o pagamento ao Estado.

Na decisão, publicada inicialmente pelo portal Metrópoes, o juiz, disse que Lula não conseguiu comprovar a “ilegalidade ou ilegitimidade do ato”, nem a lesão aos cofres do estado com a realização do jantar no Palácio dos Bandeirantes. Segundo o juiz, o próprio presidente do PT afirmou no pedido “desconhecer se os custos do referido encontro serão suportados pelo erário público”. Segundo o governo, o jantar será custeado pelo diretório estadual do PSDB.

Na decisão, o magistrado disse também que “não há prova inconteste de que o ato, apesar de político, tenha cunho eleitoral”.

Participe do nosso Grupo
Entre no grupo do CIDADE NEWS OFICIAL no WhatsApp e receba notícias em tempo real GRUPO 1 | GRUPO 2

cidadenewsonline

Eu sou Valmir Da Silva Oliveira, nascido na Cidade de Terra Rica-PR em Dezembro do ano de 1966. Atualmente moro na cidade de Marcelândia-MT desde o ano de 1987, casado pela 2ª vez, tenho dois filhos do primeiro casamento, Sendo eles; Alan Marcos de Oliveira, nascido na Cidade de Colíder em 21 de Maio de 1993, e Alison Vinício de Oliveira, nascido em Marcelândia-MT, em 18 de novembro de 1997. Sou Radialista desde 1998. Atualmente estou na Rádio Comunitária Cidade FM 87,9 MHZ de Marcelândia. Sou Diretor presidente do Portal de Notícias http://cidadenewsonline.com. Minha esposa atual, Srª. Dorilane Gaúna Rodrigues da Silva

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Feito com amor 💜 por go7.com.br