✦ Brasil

Marcelo Nova detona o “fique em casa” ao vivo, na Globo

"Eu beijo quem eu quero, eu abraço quem eu quero", disse o músico

 O roqueiro Marcelo Nova, da banda Camisa de Vênus, foi entrevistado pelo programa Jornal da Manhã, da TV Bahia, filiada da Rede Globo em Salvador, em comemoração ao Dia do Rock, na terça-feira (13).

Ao ser questionado pelos apresentadores sobre o que produziu durante os meses de isolamento, o roqueiro disparou críticas contra a medida.

– Veja bem, isolamento parcial, né, pois eu não me submeto a esses “fica em casa, não sai, não se aproxime”, eu beijo quem eu quero, eu abraço quem eu quero e eu vou morrer. Se não morrer de Covid, vou morrer de câncer, assassinado, atropelado, [de] zika, chikungunya. Eu vou acabar morrendo do mesmo jeito. Todos nós deveríamos, penso eu, amar a vida, o fato de estar vivo, porque respirar não é viver. Tem gente respirando por aí e que está morto. Viver é ter prazer na vida, é assumir seus compromissos.

E “sobrou” até mesmo para o governador de São Paulo João Doria, defensor de medidas restritivas durante a pandemia. Marcelo citou o episódio em que o tucano foi para Miami.

– Qual a mensagem que um governador passa ao agir dessa maneira, ao ir pra Miami? “Fica em casa, seu babaca; fica aí com seu álcool em gel, sua máscara e distanciamento, porque eu vou pra Miami curtir sem máscara nem nada, porque eu tenho o poder, e você, babaca, obedece” – disse.

O roqueiro disse ainda que sua idade é avançada para se submeter a regras.

– Prestes a fazer 70 anos de idade e com 40 anos de carreira, isso não serve pra mim. Eu fiz as minhas regras, eu faço meu caminho, não deixo que governadores, prefeitos nem presidentes, ninguém mande em Marcelão – afirmou.

A deputada federal Carla Zambelli compartilhou o vídeo nas redes sociais, ironizando que a emissora “esqueceu de combinar com o entrevistado”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo