✦ Brasil

Caminhoneiros avaliam nova paralisação após alta do diesel

Petrobras anunciou reajuste de R$ 0,25 no litro do combustível

  O reajuste de R$ 0,25 do preço do diesel, anunciando nesta semana pela Petrobras, gerou uma nova onda de rejeição por parte dos caminhoneiros, diretamente atingidos pelo aumento do combustível. Por este motivo, representantes de associações da classe informaram ao portal Metrópoles que devem se reunir no dia 16 de outubro, no Rio de Janeiro, para decidir sobre a possibilidade de uma nova paralisação como protesto contra o reajuste.

Segundo Plínio Dias, do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas, há grandes chances de haver uma nova paralisação.

– O argumento está muito forte. O pessoal quer que a gente tome uma atitude. Vamos fazer uma reunião no dia 16 agora, no Rio de Janeiro, e, se for decidida uma paralisação, vamos fazer – relatou ao Metrópoles.

Ainda segundo o caminhoneiro – cuja categoria faz parte da base de apoio ao presidente Jair Bolsonaro -, os sucessivos reajustes no combustível têm deixado os profissionais insatisfeitos com o governo.

– Muita gente já está com total desinteresse. Subindo combustível, sobe tudo, né? Aquele apoio de 90% da categoria chega agora a entre 20% e 30% – avaliou.

AUMENTO DO DIESEL
Nesta terça-feira (28), a Petrobras anunciou um aumento de 8,9% no preço do diesel repassado das refinarias para as distribuidoras. Com isso, o valor médio do litro de combustível passará de R$ 2,81 para R$ 3,06, um aumento de cerca de R$ 0,25 por litro. O novo preço entra em vigor a partir desta quarta-feira (29).

Participe do nosso GrupoEntre no grupo do CIDADE NEWS OFICIAL no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site