✦ Agronegócio

Faturamento com exportação de frango para países da Liga Árabe aumenta 7,5% no 1º semestre

Volume ainda está 4,5% abaixo do visto no 1º semestre de 2020, mas secretário-geral da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira projeta aumento dos embarques até o final do ano

  As exportações brasileiras de carne de frango para os países da Liga Árabe cresceram, em faturamento, 7,5% neste primeiro semestre comparado ao mesmo período de 2020, mas em volume, segue 4,5% inferior, conforme explica o secretário geral da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, Tamer Mansour. 

De acordo com ele, essa discrepância se dá devido ao fator cambial, uma vez que a relação dólar X real fez com que os pagamentos fossem mais favoráveis ao Brasil. Entretanto, ele projeta que até o final do ano os volumes embarcados devem crescer e “2021 deve fechar com resultados melhores que ano passado”. 

Uma das surpresas entre o levantamento feito pela Câmara foi o desempenho da Arábia Saudita, que aumentou a quantidade de carne de frango importada do Brasil em 12,54%, e o faturamento em 29,23%.

O desempenho saudita na parceria comercial dom o Brasil surpreende porque no início de maio deste ano, a Arábia Saudita embargou a habilitação de 11 frigoríficos processadores de carnes de aves do Brasil. 

Segundo Mansour, ainda que os sauditas estejam se preparando para aumentar a produção local de carne de aves, isso não deve se concretizar no curto prazo, dada a estrutura que precisa ser desenvolvida no país, mas também pelo preço competitivo da proteína brasileira. 

“Acredito que a Arábia Saudita deva manter ou até aumentar as importações da carne brasileira. Outros países árabes também são promissores para este segundo semestre, como Egito, Emirados Árabes e Catar, com a melhora na economia, avanço da vacinação contra a Covid-19 e retomada do turismo”, disse.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo